Mulher é vítima de feminicídio a facadas e pancadas na cabeça em...

Mulher é vítima de feminicídio a facadas e pancadas na cabeça em gleba do Itamarati

COMPARTILHAR

Antônio Coca

Uma mulher foi morta a facadas e pancadas na cabeça na madrugada desta segunda-feira (23) em um dos sítios do Assentamento Itamarati, município de Ponta Porã. O crime foi enquadrado como feminicídio e a Polícia Militar precisou abrigar o autor do crime, evitando que fosse linchado por parentes e amigos da vítima.

O assassinato ocorreu pouco antes de 1h da madrugada na área chamada Che Guevara, Lote 1028, vitimando a moradora Marli de Fátima Chaves, de 48 anos. Conforme o apurado pela polícia, ela e o companheiro Willian Guilherme da Silva (27), com quem vivia a cerca de quatro meses, estavam em uma festa onde se desentenderam e em seguida saíram.

Passado algum tempo Willian chegou em outro sitio bastante agitado pedindo que o levassem embora pois a mulher que estava com ele havia morrido, e em seguida se ausentou. A Polícia Militar foi acionada saindo a procura do então suspeito, encontrado já dormindo no local do crime e com as mãos sujas de sangue além de marcas de violência no local.

A vítima foi encontrada no chão da casa já morta em meio a poça de sangue e ferimentos na cabeça. Visivelmente bêbado Willian confessou o crime alegando que preparava carne na cozinha, quando voltou a discutir com a mulher que segundo ele, se masturbava no quarto com faca em uma das mãos.

Em seguida ele passou a esfaquear a mulher e conforme afirma, como demorava a morrer a atingiu com pancadas na cabeça. Durante atendimento ao caso, policiais precisaram levar às pressas o criminoso para o Destacamento da Polícia Militar, como forma de evitar que fosse linchado. Ele foi autuado em flagrante pela Polícia Civil enquadrado em crime de feminicídio por motivo fútil.