Mulher morta hoje, foi alvo de vingança de filho de idoso morto...

Mulher morta hoje, foi alvo de vingança de filho de idoso morto pelo ex supostamente com ajuda dela

COMPARTILHAR
Aline foi morta em vingança

A Polícia Civil confirmou a autoria e aguarda para qualquer momento a apresentação do homem que na manhã de hoje matou com golpes de faca no pescoço, a diarista Aline Lima Machado, de 26 anos. Aline foi morta pelo filho do idoso Gabriel Ricaldes (74), assassinado pelo então seu marido, o presidiário foragido Osnei de Carvalho Moreira (45), o “Leitinho”, que pouco tempo depois morreu em confronto com o Batalhão de Choque após assassinar o soldado Valiente, da Polícia Militar.

Ainda identificado apenas pelo prenome Juarez, o autor já fez contato com o delegado Dimitri Palermo anunciando que se apresentará entre hoje e amanhã. A morte de Aline até aqui está definida como vingança pela morte de Gabriel, pois enquanto “Leitinho”, o marido, estava preso ela mantinha relacionamento com o idoso.

Ao ser beneficiado com liberdade provisória “Leitinho” soube da “traição” por parte da mulher e resolveu se vingar do idoso. Para a execução do crime, a mulher teria facilitado a entrada na casa da vítima, que acabou brutalmente espancada até a morte. O crime aconteceu na casa da vítima na Rua Rosa Vermelha, no Jardim Indápolis. A partir de então Aline era investigada como suspeita de participação no roubo e morte do idoso.

Ela foi morta na manhã de hoje na Rua Atenas quando voltava para casa após buscar a filha no colégio. Aline foi atingida no pescoço e por pouco não foi decepada. Em outros pontos do corpo a polícia constatou pequenas perfurações ou cortes, que seria de gesto de defesa, pois o alvo do autor era mesmo o pescoço da mulher, supostamente como teriam feito com seu pai. Até o fechamento dessa reportagem Juarez não havia se apresentado.