No quarto crime do dia na fronteira, mulher é executada a tiros

No quarto crime do dia na fronteira, mulher é executada a tiros

COMPARTILHAR

Na sequência de assassinatos ocorridos diariamente na fronteira Brasil/Paraguai, Elisa Gimenez Vargas (29) foi morta a tiros por volta de 20h30 de sábado (19). O crime com requintes de execução aconteceu em um comércio de alimentos prontos, no Bairro Santo Antônio, cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero.

Eliza morreu na hora (Fotos:( Porãnews)

O crime teria sido cometido por pistoleiro que chegou ao local em uma motocicleta e em seguida atirou várias vezes com um revólver calibre 38 atingindo a vítima que morreu no local. Agentes da Divisão de Homicídios e da Polícia Técnica atenderam o caso juntamente com promotor de justiça fazendo os levantamentos de praxe.

Consta que vitima preparava comida rápida para a venda, quando foi surpreendida e morta pelo pistoleiro que após o crime fugiu do local tomando rumo ignorado. Apesar de acreditar que o crime tenha cunho passional, a polícia paraguaia não definiu detalhes nem informou a identificação do matador que continua foragido. O corpo foi encaminhado para necropsia.