Novembro Azul: Nelsinho Trad ministra palestra de campanha e agrada público

Novembro Azul: Nelsinho Trad ministra palestra de campanha e agrada público

COMPARTILHAR
Urologista, Nelsinho detalhou importância da prevenção (Fotos:Divulgação)

O senador eleito, Nelsinho Trad, coordenador da Urologia da Secretaria de Estado de Saúde, ministrou nesta manhã palestra de conscientização sobre a saúde do homem e prevenção contra o câncer de próstata para servidores e convidados, no saguão da Secretaria de Estado de Saúde. O evento atraiu a atenção dos participantes, com a didática de médico e a carisma de político e bom comunicador, o palestrante manteve o público de quase 100 pessoas participativo durante uma hora. “O câncer de próstata na fase inicial não tem sintomas, por isso é necessário o preventivo, de preferência a partir dos 40 anos com frequência”, destacou Nelsinho Trad.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia do Estado, a maior parte da população masculina na faixa de risco nunca passou por uma consulta com urologista e essa doença é a segunda que mais mata os homens no País. “Quando chega um homem no meu consultório, vem reclamando que foi a mulher quem o mandou lá e fica bravo, ele não imagina o bem que a esposa o fez”, comentou o palestrante Nelsinho.

O senador eleito enfatizou ainda que só, neste ano, 147 mortes por câncer de próstata no Estado foram registradas pela Secretaria de Estado de Saúde. “Alguns sintomas precisam ser observados pela população: vontade de urinar com frequência, em menos de duas horas mais de uma vez, o jato da urina que sai fraco e espalhado, motivo até de brigas entre casais. Na hora de urinar, faz tanta força que pode formar uma hérnia e não dorme bem devido às diversas vezes ao banheiro. Se você tem ou conhece quem enfrenta esses sintomas, procure logo um médico com urgência. Isso pode ser câncer de próstata”, explicou.

Durante a palestra, Nelsinho Trad falou sobre que a próstata é uma glândula presente em organismos de pessoas do sexo masculino, localizada abaixo da bexiga, atrás da púbis e à frente do reto. Juntamente com outras duas glândulas, conhecidas como vesículas seminais, a próstata produz grande parte do sêmen, fluído orgânico produzido pelos homens. Por circundar a posição inicial da uretra, a próstata também faz parte do sistema urinário.

A partir dos 45 anos, segundo ele, todos os homens devem fazer os exames preventivos para detectar qualquer alteração na próstata. “Os homens que já têm fatores de risco, como antecedentes de câncer de próstata ou de mama na família e homens da raça negra, os exames devem ser feitos a partir dos 40 anos”, esclareceu.

Exame de PSA

Entre os exames clínicos usados para detectar hiperplasia da próstata, prostatite (inflamação da glândula) e também o câncer, está o de sangue, um exame que avalia o nível de circulação do PSA (Prostate-Specific Antigens), antígeno específico da próstata.

O senador eleito, Nelsinho Trad, comentou que esse exame pode apresentar alteração em pacientes que pedalam muito, cavalga ou anda de moto nas vésperas do procedimento. “Além de relações sexuais, andar de bike ou moto ou a cavalo, três dias antes, aumentam o nível do PSA do sangue. O mais indicado para prevenção é o exame do toque”, enfatizou.

Nelsinho Trad ainda falou sobre o sofrimento enfrentado pela mulher para os preventivos em comparação com os do homem. “O exame retal dura apenas cinco segundos. E, o melhor ultrassom é o dedo do médico para avaliar a sensibilidade, consistência e limites da próstata”, esclareceu o palestrante.

Neste mês, o senador eleito mantém palestras e entrevistas sobre o assunto para orientação à população. O diretor do Hospital de Câncer, Aldoir Teló, aprovou a campanha. Durante a palestra, Nelsinho interagiu com o público e até apresentou uma paródia com trechos de músicas dos sertanejos. Entre eles, a do Michel Teló, filho do Aldoir. “Eu gostei muito, me diverti e já convidei o Nelsinho Trad para levar a palestra ao Hospital de Câncer”, disse Aldoir Teló.

Diretor do Hospital do Câncer, Aldoir Teló convidou Nelsinho para Palestra.