Oficial médico da Polícia Militar evita que mulher seguisse agredida na rua...

Oficial médico da Polícia Militar evita que mulher seguisse agredida na rua e prende agressor

COMPARTILHAR
Homem foi encaminhado para a Polícia Civil. (Das ruas)

A pronta ação do tenente médico da Polícia Militar Vitor Hugo Kussumoto evitou que uma mulher tivesse agravada sua condição de vítima de violência doméstica na frente da Maternidade Cândido Mariano, em Campo Grande. O agressor foi preso em flagrante pelo médico com apoio do Policial Penal Dantas, que escoltava uma interna na maternidade.

Pouco antes de 7h30 um casal começou a discutir na esquina das Ruas Arthur Jorge e Marechal Rondon, quando repentinamente a mulher correu para a maternidade buscando ajuda. O homem não se intimidou e perseguiu a mulher. O tenente médico que estava no hospital para visitar uma paciente colega de corporação, ao percebera situação da vítima intercedeu rendendo e dando voz de prisão ao homem.

Ao mesmo tempo, funcionários do hospital acionavam o Policial Penal Dantas que escoltava uma interna e em seguida auxiliou o oficial algemando e contendo o agressor preso pelo médico. Uma equipe da Polícia Militar foi acionada e o envolvido no episódio, Wesley, 24 anos, levado para a Polícia Civil. Consta que a causa do problema entre o casal seria o celular da mulher, que Wesley queria verificar.

Tenente médico Vitor Hugo Kussumoto, agiu rápido contendo homem na entrada do hospital.