Parque de Diversões tem alvará de funcionamento suspenso na fronteira

Parque de Diversões tem alvará de funcionamento suspenso na fronteira

COMPARTILHAR
Interdição e alvará cancelado

Seguindo o protocolo estabelecido de prevenção contra o Covid-19, ações da Secretaria Municipal de Saúde em conjunto com o Comitê de Fronteira já desenvolveu as primeiras ações hoje, logo após sua criação no gabinete do prefeito Hélio Peluffo em Ponta Porã juntamente com autoridades e comerciantes do Paraguai. Uma das primeiras ações com base no tratado, foi a interdição de um Parque de Diversões instalado na Linha Internacional Brasil/Paraguai, em Ponta Porã.

Na primeira ação do Comitê de Fronteira, a Vigilância Sanitária lacrou os acessos ao Azóia Center Park, dando por suspensas todas as atividades do estabelecimento. Por conta da interdição o prefeito Peluffo cancelou o alvará de funcionamento do parque.

O cumprimento da medida foi acompanhado pelo Secretário Municipal de Segurança Pública Marcelino Nunes de Oliveira. Durante a ação, Marcelino falou da importância da medida adotada pelo prefeito, como forma de evitar a proliferação do Covid-19 através da concentração de pessoas. O Secretário destacou ainda que cada pessoa deve fazer sua parte saindo de casa somente em caso necessário.

Secretário Marcelino destaca importância de evitar aglomeração.