Patrulhamento da PM prende traficantes e procurados pela justiça

Patrulhamento da PM prende traficantes e procurados pela justiça

COMPARTILHAR
Patrulhamento intensificado. (Ilustração)

Em apenas quatro abordagens em diferentes locais de Campo Grande neste sábado, (11), equipes da Polícia Militar prenderam em flagrante quatro indivíduos atuando do tráfico de drogas. Três deles estavam enquadrados em outras situações como porte ilegal de arma, mandados de prisão, invasão de domicílio e ameaça.

Um dos indivíduos, Lucas, (27), foi flagrado vendendo drogas na rua Dezenove de Abril, Vila Margarida sendo apanhado com “paradinhas” em um dos bolsos, mas “guardava” outras na casa do avô. Os policiais constataram que Lucas era procurado através de mandado de prisão que foi cumprido.

Na rua Joaquim Vieira de Almeida, Vila Eliane, a PM prendeu Alexsander Jr, (26), enquadrado em tráfico de entorpecentes e porte ilegal de arma após ser abordado em seu veículo, um Gol preto. Ao ser revistado, o homem tinha três papelotes de cocaína em um dos bolsos e contou que em sua casa, no Bairro Serradinho, teria mais “paradinhas”. Vistoriando o veículo os policiais encontraram um revólver 38 municiado e com uma bala deflagrada.

Nos registros das polícias foi constatado que no último dia 10, Alexsander Jr teria ido a uma residência no bairro Santo Amaro e agredido duas pessoas, mãe e filha, avisando que voltaria armado. Horas depois um veículo gol preto passou na frente da casa com alguém efetuando disparos. Na casa dele, os policiais apreenderam o que foi definido como mais uma grande porção de cocaína.

Em outra situação, a partir de alerta por moradores, policiais militares interceptaram uma entrega de maconha em condomínio residencial. A PM foi acionada depois que indivíduo não morador e visivelmente nervoso, entrava no condomínio Salvador Allende, no Bairro Monte Castelo, dirigindo um Fiat Doblo cargo.

Policiais abordaram veículo e condutor Ronaldo Adriano, (34). No veículo a equipe da PM apreendeu 15,400 quilos de maconha em 16 tabletes, mais duas pequenas porções. Questionado, Ronaldo disse que somente iria entregar a droga para uma mulher que ele não conhece nem sabe o nome. Detalhou que os tabletes iriam completar carga de 300 quilos a serem enviados para São Paulo por pessoas que ele desconhece, dizendo ainda que receberia R$ 400 pela entrega e mais R$ 50 por peça de maconha entregue. Sobre o dono da droga, alegou ter recebido de um desconhecido que utilizava um Hb20 preto.

Já Odair José, (21), foi preso na rua Agnelo Souza Castro, Jardim Los Angeles, quando comercializava cocaína, sendo flagrado com 14 papelotes da droga vendida na esquina de uma conveniência. No mesmo local foi preso após tentar fugir, Paulo Fernando, procurado através de mandado de prisão.