PF deflagra ação contra tráfico com droga em caixão de defunto

PF deflagra ação contra tráfico com droga em caixão de defunto

COMPARTILHAR

Durante a “Operação Caixão”, a Polícia Federal cumpriu mandados na cidade de Campo Verde, em Mato Grosso, distante 131 km de Cuiabá. a operação foi deflagrada em Jataí, Goiás, para desarticular uma quadrilha especializada em tráfico de drogas nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Brasília.

De acordo com a assessoria de imprensa da PF, 14 mandados foram expedidos, sendo 4 de prisão temporária e 10 de busca e apreensão. Além de Campo Verde, as cidades de Porangatu e Rio Verde/GO, Ponta Porã e Brasília também são alvos.

A investigação começou em junho, quando um traficante foi preso transportando dois caixões com 287 quilos de maconha. Durante o transporte, o indivíduo afirmava que os mortos eram vítimas da covid-19 e não podiam abrir o caixão.

O transporte estava sendo feito entre as cidades de Ponta Porã e Goiânia. Durante a investigação, quebra de sigilo bancário e interceptação telefônica, mais membros da quadrilha foram identificados, bem como compradores e outros envolvidos.

Alguns dos compradores, por exemplo, estão presos no presídio de Aparecida de Goiânia. Eles são responsáveis em providenciar o transporte da droga por meio de motoristas ‘free lancers’ de funerárias, utilizada para despistar uma eventual abordagem policial. Os investigados vão responder por tráfico, associação criminosa e podem pegar 15 anos de prisão.

Coisa antiga

A tática de usar caixões para o tráfico já foi empregada em Mato Grosso do Sul no final da década de 70 começo de 80, quando o transporte de maconha não era feito em grande quantidade como atualmente. Consta que em alguns casos, a droga (maconha) era colocada junto com o cadáver.