PF faz operação contra fraude no Auxilio Emergencial em Deodápolis

PF faz operação contra fraude no Auxilio Emergencial em Deodápolis

COMPARTILHAR
Operação pode ter desdobramentos e prisões na região.

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (27) a “Operação Inescrupulosos”, que apura fraudes na obtenção do auxílio emergencial no município de Deodápolis. As investigações tiveram início em maio desse ano a partir da análise de informações registradas na Base Nacional de Fraudes ao Auxílio Emergencial (BNFAE), que identificou o beneficiário das fraudes relacionadas à concessão do benefício emergencial.

As apurações demonstraram que os investigados criavam contas fraudulentamente em nome de terceiros no aplicativo “CAIXA TEM” para, posteriormente, efetuarem o pagamento de boletos bancários cujos valores eram depositados em contas de titularidade dos próprios investigados.

A PF ressalta que as ações de combate às fraudes ao Auxílio Emergencial fazem parte de uma Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao benefício que congrega a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, CAIXA, Receita Federal, TCU e CGU. Estão sendo cumpridos dois mandados de busca e apreensão em Deodápolis, expedidos pela Justiça Federal, com a finalidade de identificar a participação de outros envolvidos ou vítimas nas fraudes bancárias.

O nome da operação “Inescrupulosos” faz alusão ao modo de atuação dos investigados que, mesmo diante da pandemia da Covid-19, vislumbraram a oportunidade de fraudar o auxílio emergencial, sem se importar com a vulnerabilidade de milhares de brasileiros que realmente faziam jus ao pagamento.