PF investiga fraude de R$ 11 milhões na compra de aventais em...

PF investiga fraude de R$ 11 milhões na compra de aventais em São Paulo

COMPARTILHAR

Agência Brasil

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (6) a Operação Nudus, para apurar fraudes na contratação emergencial de aventais efetuada pela Autarquia Hospitalar Municipal da Prefeitura de São Paulo. Foram efetuados seis mandados de busca e apreensão, um deles na sede da autarquia, para verificar se houve a participação de funcionários públicos no esquema.

De acordo com as investigações, durante a contratação emergencial, algumas empresas foram desclassificadas sob argumentos que depois foram ignorados na assinatura do contrato com as empresas vencedoras. Há também indicativos de que o valor da contratação foi superior ao praticado no mercado naquele período.

A Polícia Federal também descobriu que as empresas que ganharam o processo não tinham experiência ou capacidade técnica para confecção de aventais hospitalares. As duas contratações, realizadas sem licitação, somam mais de R$ 11 milhões, e utilizaram recursos federais destinados ao combate à pandemia da Covid-19.

Os investigados vão responder pelos crimes de fraude à licitação, corrupção e peculato. Somadas, as penas podem chegar a 25 anos de prisão. Procurada, a prefeitura de São Paulo enviou nota afirmando que está à disposição da Polícia Federal e do Poder Judiciário para contribuir com a investigação relativa à Autarquia Hospitalar Municipal, e que o prefeito Bruno Covas determinou que o controlador-geral do município acompanhe o caso e tome providências internas de apuração de eventuais responsabilidades.