PF queima mais de 30 toneladas e maconha na fronteira

PF queima mais de 30 toneladas e maconha na fronteira

COMPARTILHAR
Fornalha faz a maior destruição de

Antônio Coca

A Polícia Federal de Ponta Porã realiza nesta sexta-feira (24) a maior destruição de entorpecente em uma única operação já realizada no Mato Grosso do Sul. Com os depósitos abarrotados os delegados responsáveis pelos inquéritos conseguiram autorização judicial para destruir parte do entorpecente apreendido nos últimos meses.

Esta é a sexta incineração realizada pela Delegacia de Ponta Porã que já soma 120 toneladas de droga destruída somente em 2020, sendo que 80 toneladas foram de ações diretas de agentes da Polícia Federal e o restante de outras unidades policiais.

Este ano a Polícia Federal de Ponta Porã tem batido recordes de apreensões e em apenas uma ação foram tiradas de circulação 28 toneladas de maconha, sendo a maior apreensão de uma única vez no Brasil. Em outra oportunidade foram 22 toneladas de maconha, tudo em parceria com a Polícia Rodoviária Federal.

Nos trabalhos operacionais a Delegacia de Ponta Porã também apreendeu neste ano 405 quilos de cocaína, quatorze granadas, quatro fuzis e diversas munições de armas de fogo. Conforme apurações, todos os objetos ilícitos apreendidos foram trazidos do Paraguai. Importante mencionar também as constantes prisões de foragidos vinculados a facções criminosas, oriundos das mais diversas regiões do País. É a maior incineração de drogas no Estado de Mato Grosso do Sul realizada este ano.

Incineração par abrir espaço