Pipas com Cerol e Linha Chilena provocam riscos, danos e invasões no...

Pipas com Cerol e Linha Chilena provocam riscos, danos e invasões no Centro Oeste

COMPARTILHAR
Crianças em risco no quintal de casa.

Moradores no Jardim Centro Oeste, principalmente nas proximidades de onde recentemente foi inaugurado um conjunto habitacional na região da Avenida dos Cafezais, estão vivendo o que definem como clima de terror, perigo e prejuízos por conta da ação de grupos utilizando pipas com cerol ou linha chilena. Crianças, adolescentes e adultos inclusive idosos, fazem parte dos grupos que chegam a danificar e invadir residências em busca de pipas derrubadas.

Para a maioria dos moradores, o que poderia ser diversão, na verdade está se transformando em “briga de gangues” usando as linhas que matam. São inúmeros os casos de acidentes até mesmo entre os participantes da “brincadeira criminosa”.

Uma grande área serve para concentração de grupos.

Como se não bastasse o risco de ferir gravemente, amputar e até matar uma pessoa, os grupos do cerol atacam as residências da região. Em busca de pipas que são derrubadas, elementos armados com pedaços de pau arrebentam cercas elétricas e até concertinas entrando nas casas em busca de pipas que ali tenham caído. Além de arrebentar cercas ele ainda batem nos portões metálicos provocando moradores e se não são atendidos chegam a danificar os portões.

Os integrantes dos grupos do cerol ou linha chilena utilizam uma grande área equivalente a três campos de futebol existente no local junto ao condomínio. Embora o problema ocorra em pouca escala todos os dias, a situação se agrava nos fins de semana com mais de 50 pessoas ali reunidas com pipas a maioria com as linhas criminosas.

O caso já foi comunicado algumas vezes à Polícia Militar, mas aparentemente com “olheiros”, os indivíduos ao notarem a aproximação de viaturas se dispersam inclusive cortando as linhas ficando no local apenas os que estejam com pipas que não oferecem risco. Recentemente um morador na região precisou “afugentar” na mira de arma um grupo que pulava o muro da casa não imaginando que no local existisse arma de fogo, ameaçou agredir o morador. Diante da reação do morador o abandono do local e da pipa foi imediato.

Imensidão da área facilita a desordem e os riscos.