Pistoleiros executam oficial da Marinha paraguaia

Pistoleiros executam oficial da Marinha paraguaia

COMPARTILHAR
Movimentação é grande no local do crime.

Antônio Coca

O capitão Humberto Ismael Fleitas Giménez de 49 anos, chefe do Estado-Maior do Arsenal da Marinha do Paraguai, foi assassinado na manhã dessa terça-feira (28), na rua Rogelio Benítez, no bairro de San Miguel em San Lorenzo, na região metropolitana de Assunção.

Imagens de um circuito fechado de câmeras flagra o momento em dois carros com homens fortemente armados, bloqueiam a passagem do veículo do oficial e três atiradores descem e abrem fogo contra a vítima. Humberto Ismael Fleitas Giménez estava em um Nissan Sentra com placas XAS 083 e ainda tentou fugir dos criminosos antes de ser morto, mas como havia dois carros um na frente e outra atrás dele, não teve tempo de reação.

Havia cerca de uma semana o oficial tinha conseguido escapar de um atentado ao ser alertado por vizinhos que homens suspeitos estavam rondando a região. Nas proximidades mora também o ministro do Interior do Paraguai Arnaldo Giuzzio e por algum tempo a segurança foi reforçada e câmeras de segurança instaladas.

Todas as forças policiais da Capital Paraguaia estão empenhadas nas buscas dos suspeitos da execução do oficial. O trabalho de perícia terminou há pouco e o policiamento é ostensivo no Departamento Central.

Câmeras mostram ação dos matadores.