PM prende homem com arma e munições de guerra, cocaína e crack

PM prende homem com arma e munições de guerra, cocaína e crack

COMPARTILHAR
Drogas recolhidas na Denar e homem autuado na Depac

O que seria um patrulhamento de rotina por parte de policiais Militares do Pelotão União na noite desse sábado (18), terminou em apoio da Força Tática, perseguição, prisão de indivíduo e apreensão além de drogas, de pistola 9 milímetros, arma de uso restrito e quase 70 balas do mesmo calibre e também calibre 40.

Está preso Bruno Lemes de Gois, de 18 anos. Policiais em patrulhamento pela região, ao passarem pela Ângelo Nakahodo esquina com Rosa Ferreira Pedro, abordaram alguns indivíduos. Entre eles estava Bruno que ao ser revistado foi flagrado com papelotes de cocaína no bolso.

Bruno assinou extenso flagrante

Em meio a abordagem Bruno fugiu em disparada invadindo residências e pulando muros, sendo acionado apoio com equipes da Força Tática. No Bairro Celina Jalad, populares indicaram onde Bruno estava escondido, uma residência da Rua Rosa Ferreira Pedro. Como a casa estava aberta, os policiais entraram e encontraram Bruno em um dos quartos.

Ele disse aos policiais que fugiu pois não queria ser preso e perder sua arma, porque está jurado de morte. Bruno levou os policiais até sua casa onde encontraram pistola Glock 9 milímetros, uma das mais perigosas desse calibre e usada por pistoleiros além de assaltantes de bancos ou carro forte. 53 balas 9 milímetros e 11 balas calibre 40, para arma utilizada por forças policiais

Tráfico

Além da arma e munições, os policiais apreenderam na casa 53 “paradinhas” de cocaína, um embrulho com outro tanto da droga, porções de crack a droga da morte, balança de precisão quase R$ 1 mil em dinheiro aparentemente oriundo do tráfico doméstico na região. Questionado sobre a origem da arma, Bruno disse ter comprado de um desconhecido por R$ 7 mil.

Quanto as drogas, ele disse ser seu “negócio”, pois comercializava no bairro para ajudar sua família. Bruno foi encaminhado com os materiais para a Depac-Piratininga onde assinou flagrante de desobediência, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito e tráfico de drogas.