PM prendeu assassinos que jogaram vítima em córrego

PM prendeu assassinos que jogaram vítima em córrego

COMPARTILHAR
Ednaldo Rodrigues Dantas e Cecílio da Silva Conceição o "Gordo". Autores. Fotos: Divulgação.

Cecílio Céspede da Silva Conceição, o “Gordo”, e Edvaldo Rodrigues Dantas, autores confessos de autoria e envolvimento no assassinato e ocultação de cadáver de Ronei Cesário dos Santos, 27 anos, cujo corpo foi atirado no córrego Anhandui, bairro Taquarussu, em Campo Grande, deverão ser encaminhados ao presídio na segunda-feira. A dupla foi presa pela Polícia Militar ainda no sábado, horas após o achado do cadáver da vítima dentro do córrego na Avenida Ernesto Geisel, o que enquadra a dupla em situação de flagrante, sendo encaminhada para a Polícia Civil.

Presos e confessando o crime, “Gordo” e Edvaldo detalham o espancamento e execução de Ronei relatando que arrastaram e jogaram o corpo no córrego como forma de se livrarem da vítima e “esconder” o crime. Edvaldo conta que estava na festa quando teria ocorrido desentendimento entre “Gordo” e a vítima.

Por conta disso, conforme revela a investigação, a vítima foi assassinada no quintal da casa onde acontecia a festa, no bairro Taquarussu. Edvaldo alega que arrumava “algumas coisas” na casa quando ouviu barulho e gritos no quintal. Ao verificar o que acontecia, encontrou a vítima morta.

“Gordo” por sua vez, afirma que beberam muito e consumiram drogas quando houve um desentendimento com Ronei, a vítima, em seguida atingida e morta com vários golpes de faca. Na sequência, com a ajuda de Edvaldo, arrastou e jogou o corpo no córrego. Ronei sofreu perfurações na barriga, pescoço e peito além de um grande corte na cabeça.

Vítima pode até ter sido jogada viva no córrego.