Polícia caça criminosos que sequestraram e maram mulher na Capital

Polícia caça criminosos que sequestraram e maram mulher na Capital

COMPARTILHAR
Vítima foi espancada e morta. Foto: Redes sociais.

É grande a movimentação das forças de segurança atuando no caso da pecuarista Andréia Aquino Flores, 38 anos, sequestrada e morta no começo da tarde desta quinta-feira (28), em Campo Grande. Rendida e sequestrada em uma das lojas do Fort Atacadista, Andréia foi assassinada em sua casa, no condomínio Parque Cachoeira, localizado no Bairro Cachoeira.

A vítima foi rendida no Forte Atacadista do Jardim São Lourenço aparentemente por dois indivíduos armados com faca e revólver ou pistola. Em poder dos criminosos Andréia foi levada para sua casa, onde foi torturada e morta.

Os criminosos reviraram toda a residência e roubaram, não estando ainda definido o que foi levado. Consumado o crime, os bandidos ainda fizeram um morador refém que foi obrigado levar os criminosos até o bairro Tiradentes, na mesma região onde a vítima foi capturada.

Equipes do Batalhão de Choque da Polícia Militar, DERF e GOI da Polícia atuam no caso fazendo buscas em várias regiões da cidade e em busca de imagens de segurança. Familiares da vítima chegaram a afirmar que ela estava em aparente tranquilidade, embora tranquilidade, embora tivesse falado em falta de segurança.

Polícia faz levantamento minucioso no local do crime (Foto: Das ruas)