Polícia e fiscalização fecham empresas que aplicavam golpe do financiamento

Polícia e fiscalização fecham empresas que aplicavam golpe do financiamento

COMPARTILHAR
Empresas lacradas por conta de golpes.

Ação conjunta entre a Polícia Civil, Procon, Ministério do Trabalho e Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci), realizada na manhã desta sexta-feira, (3), em Campo Grande, fechou duas empresas de financiamento de imóveis e veículos localizada em um prédio, na Avenida Afonso Pena, entre a rua 14 de julho e Avenida Calógeras.

Segundo o Delegado-titular da Decon, Paulo Henrique Sá, essas empresas ofereciam, pela internet, contrato de financiamento direto, de imóveis e veículos, inclusive para pessoas negativadas, sem burocracia, mas, no entanto, o que as vítimas estavam assinando era um consórcio, que depende de lance ou sorteio para serem contempladas.

Ainda conforme o delegado, algumas empresas não eram autorizadas pelo Banco Central para este tipo de serviço e estavam aplicando golpes, sendo que seus proprietários poderão responder por estelionato e propaganda enganosa. As duas empresas vistoriadas hoje foram lacradas e os responsáveis conduzidos para a Decon.

O delegado esclarece que antes de contratar um financiamento, para evitar cair em golpes, é possível verificar no site do Banco Central se a empresa é autorizada para realizar este tipo de serviço.