Polícia faz operação de guerra para prender guarda homicida, mas ele segue...

Polícia faz operação de guerra para prender guarda homicida, mas ele segue foragido

COMPARTILHAR
Primeiro ponto da caçada ao homicida.

A Polícia Civil com apoio de helicóptero do GPA – Grupo de Policiamento Aéreo, Delegacia da Mulher, Garras e GOI realizou na manhã desta quinta-feira (5), uma investida na operação de caça ao guarda Valtenir Pereira da Silva, 35 anos, autor reconhecido, identificado e confesso através de redes sociais, do assassinato da professora e ex-companheira Maxelline da Silva Santos, do amigo da família Steferson Batista de Souza e tentativa de homicídio com tiros nas costas da esposa de Steferson, chacina crimes ocorridos na casa de Steferson no Jardim Noroeste.

Buscas até em copa de árvores

A Polícia recebeu informação anônima de que Valtenir estaria escondido na casa de um primo no Bairro Aero Rancho. O local foi checado, a denúncia chegou a ser confirmada, mas quando os policiais chegaram e cercaram o local o homicida teria fugido minutos antes.

De imediato foi montada uma Força Tarefa com buscas intensas, inclusive aérea, em toda a região. O trabalho foi estendido para diferentes regiões que o homicida costumava frequentar, chegou a surgir informe de que ele teria seguido para a região de Terenos, o que não foi confirmado.

A operação de caça ao indivíduo segue, mas já de forma diferente de como ocorreu pela manhã. A polícia passou a trabalhar a possibilidade de um fator prejudicial às ações de busca, que é a possibilidade de Valtenir estar recebendo apoio de colegas e ou familiares para as manobras de fuga.

Com isso, policiais intensificam ações de Inteligência, as quais podem levar até a outras pessoas agora indiretamente envolvidas no caso através do crime de favorecimento. Logo após cometer o crime, Valtenir chegou a publicar em redes sociais sua disposição em acabar com a própria vida.

Posteriormente, correu boato de que teria fugido rumo ao Paraguai, tendo a polícia solicitado apoio dos colegas do País vizinho para localização e prisão do indivíduo. Para policiais experientes, Valtenir que já mostrou ser extremamente dissimulado, vai tentar ao máximo se desvencilhar da polícia podendo inclusive estar contando com algum tipo de apoio.

Busca por ar e terra