Polícia Militar apreende carga de maconha despachada via aérea

Polícia Militar apreende carga de maconha despachada via aérea

COMPARTILHAR
Esquema desmontado no embarque.

Dois funcionários de empresa aérea foram presos em Campo Grande acusados de tráfico de drogas através do sistema Cargo. O esquema foi desmontado pela Polícia Militar através do emprego de cães farejadores. Durante vistoria a encomendas no terminal de cargas da Azul, no Aeroporto Internacional Ueze Elias Zahran, cães farejadores sinalizaram para presença de maconha entre as encomendas.

A indicação resultou na apreensão de 63 quilos de maconha prensada, sendo apurado que o despacho foi realizado sem cumprimento de normas da empresa, como a verificação do produto no momento da entrega pelo cliente.

Os policiais constataram que um funcionário de folga esteve na empresa efetuando o despacho, sendo em seguida localizado na casa dele onde assumiu a situação e foi preso. Ele contou que sabia se tratar de material eletrônico, afirmando desconhecer que seria entorpecente.

Foi então identificado o segundo envolvido e responsável pelos despachos também localizado e preso, quando afirmou que faziam esse “serviço” já por volta de um mês, despachando caixas de eletrônicos sem abrir e ver o que havia dentro, duas vezes por semana. Maconha e os presos foram inicialmente encaminhados para a Polícia Federal, mas o caso repassado para a Polícia Civil na Depac Centro.