Polícia Militar descobre fábrica de “mocó” para transporte de entorpecentes

Polícia Militar descobre fábrica de “mocó” para transporte de entorpecentes

COMPARTILHAR
Veículos já saíam carregados da "fábrica" da fábrica de mocós.

Antônio Coca

Policiais militares de Ponta Porã descobriram na manhã desta sexta-feira (17), um local que servia como oficina para a construção de compartimentos secretos os chamados “mocós” para o armazenamento e transporte de entorpecentes. Os militares tinham abordado na região central um homem de 33 anos que estava sem documentos.

Bastante nervoso ele disse que tinha esquecido a carteira na casa dele. Os policiais foram até a residência dele no Jardim Estoril. Quando chegaram no local dois homens fugiram assim que perceberam a presença dos policiais. Eles pularam uma cerca e conseguiram escapar. Na casa foi encontrado um veículo Hyundai I30, cor prata, com o para-choque traseiro desmontado e cheio de skank. O carro estava sem a roda traseira direita e um “mocó” sendo cortado na lataria.

As ferramentas utilizadas para a fabricação dos “mocós” estavam ligadas à rede elétrica da casa vizinha, em cujo quintal encontrava-se um rapaz de 19 anos e no quintal da casa, foram encontrados uma sucata de um veículo e no interior vários tabletes de maconha.

Os dois foram presos e levados juntamente com a droga e o carro para o 1º Distrito Policial onde foram autuados em flagrante. Com eles foram apreendidos 18 quilos e 800 gramas de maconha e 12 quilos e 900 gramas de skank.