Polícia Militar paulista apreende comboio com contrabando oriundo do Paraguai

Polícia Militar paulista apreende comboio com contrabando oriundo do Paraguai

COMPARTILHAR
Comboio do contrabando barrado pelo TOR na Raposo Tavares.

A cada dia a Polícia do Brasil, demonstra mais gratidão ao governo do Paraguai pelo decreto de fechamento da fronteira por conta da pandemia coronavírus. É que o decreto paraguaio está possibilitando às polícias de diferentes estados, a partir de Mato Grosso do Sul, apreensões sem precedentes de maconha, cocaína, contrabando e descaminho.

Em menos de 24 horas em Mato Grosso do Sul, por exemplo, foram apreendidas mais de 50 toneladas de maconha e mais de 50 quilos de cocaína pelas Forças Federais e Estaduais de Segurança Pública. Nas Polícias de estados vizinhos como Paraná, Goiás e principalmente São Paulo, a situação também é vantajosa para as polícias.

Comboio em São Paulo

Assim como tem ocorrido em diferentes pontos de MS, no Estado de São Paulo nesta quinta-feira (25), durante a operação “Rodovias Mais Seguras”, de combate a diferentes crimes, equipes do “TOR”, o Tático Ostensivo Rodoviário da Polícia Militar Rodoviária de Presidente Prudente, abordou e prendeu um comboio de contrabandistas procedentes do Paraguai via Mato Grosso do Sul. Foi durante fiscalização na região de Tupi Paulista, no km 616 da SP-270, a Rodovia Raposo Tavares.

Policiais do TOR abordaram sete veículos com seus condutores e passageiro, sendo que na fiscalização os policiais notaram extremo nervosismo pelos ocupantes, além de respostas desencontradas sobre os motivos da viagem, origem e destino. Foi então iniciada a fiscalização no interior dos veículos.

A busca levou os policiais a grande quantidade de mercadorias contrabandeadas que lotavam todos os veículos. O comboio transportava equipamentos eletrônicos, isqueiros, pneus, cadeados e relógios trazidos do Paraguai e sem documentação fiscal.

Diante da constatação, foi dada voz de prisão em flagrante delito aos condutores e passageiro encaminhados com mercadorias para a Polícia Federal de Presidente Prudente.