Polícia Militar segue apertando o cerco ao tráfico doméstico em Campo Grande

Polícia Militar segue apertando o cerco ao tráfico doméstico em Campo Grande

COMPARTILHAR
Canil do Choque dificilmente perde viagem. (Divulgação)

Em duas ações em locais diferentes nesta segunda-feira (24), a Polícia Militar prendeu três traficantes de entorpecentes em plena ação. Em um dos casos, uma dupla foi apanhada não só com drogas, mas cultivando maconha em casa.

No começo da noite, pouco antes de 19h, a equipe de Canil do Batalhão de Choque da Polícia Militar (BPMchoque) em rondas e abordagens no Terminal Rodoviário de Campo Grande ao fiscalizar passageiros e bagagens de um ônibus da empresa Viatur, que chegava em Campo Grande vindo de Ponta Porã, prendeu uma mulher com bagagem abarrotada de maconha.

Ao perceber a equipe do Canil/PM entrando no ônibus, a passageira Priscila, de 25 anos se mostrou inquieta, visivelmente nervosa na poltrona 33. Solicitada a abrir suas bagagens, a mulher foi flagrada com as malas abarrotadas de maconha.

De pronto Priscila disse que pegou as bagagens com um homem que ela não conhece em Ponta Porã e que, alguém iria encontrá-la na entrada do terminal rodoviário, também não sabendo quem seria. A mulher transportava 9,8 quilos de maconha distribuídos em 11 sacos e dois tabletes, sendo a droga recolhida na Denar e ela autuada em flagrante na Cepol.

Cultivando e preparando

Policiais militares do 9º BPM em patrulhamento pelo bairro Nova Serrana, quando passavam pela rua Atuba, suspeitaram de indivíduo que ao ver o carro da PM correu para a casa. No imóvel os policiais perceberam outro elemento, e que este estava cortando um tijolo de maconha. Abordado o primeiro indivíduo, Diogo (28), os policiais entraram na casa e abordaram o segundo, Ivaldo, de 23 anos.

Dentro da casa os policiais encontraram 57 papelotes de drogas prontas para venda, mais porção e balança de precisão. Em um corredor, a equipe da PM constou o cultivo de três pés de maconha, tendo Diogo afirmado ser o dono das drogas e que Ivaldo “apenas” o ajudava na preparação para venda. As drogas foram recolhidas ao depósito da Denar e a dupla autuada em flagrante na Cepol.