Policiais da fronteira frustram plano de resgate de presos

Policiais da fronteira frustram plano de resgate de presos

COMPARTILHAR
Grupo que seria resgatado esta madrugada (Fotos:Polícia Nacional)

Policiais brasileiros e paraguaios conseguiram frustrar na madrugada desta quinta-feira (8) um resgate de presos que seria executado por membros de uma organização criminosa e que colocaria em liberdade seis homens presos esta semana em uma operação da Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD) do Paraguai.

O Serviço de Inteligência da Polícia Civil de Ponta Porã descobriu que homens fortemente armados estavam na fronteira para resgatar, Lucas Ferreira da Silva, Isaac da Silva Prado, Raimundo Alonso de Carvalho Filho, Victor Fernández de Sousa, Leonardo Caio dos Santos Costa, Washington Santos Martinez. Entre eles estaria o substituo de Elton Leonel da Silva o “Galã”, no comando do crime organizado na fronteira.

Quando os policiais chegaram ao local onde os seis estavam recolhidos, encontraram o começo da construção de um túnel que partia da cela para o exterior da penitenciaria. Os presos foram divididos e levados para várias unidades de policias no Paraguai e ainda esta semana deverão ser expulsos daquele país e entregues para autoridades brasileiras em Ponta Porã.

Grupo surpreendido na semana passada

Execução

Na última terça-feira o policial civil, Wescley Dias Vasconcelos, foi executado com mais de 30 tiros de fuzil AK 47 e 7.62, em Ponta Porã, quando retornava de Pedro Juan Caballero onde tinha ido em missão oficial colher impressões digitais dos seis presos que seriam resgatados nesta madrugada. Depois do crime os assassinos fugiram e ainda não foram localizados.