Policial militar de Mato Grosso salva mulher que se jogou de ponte...

Policial militar de Mato Grosso salva mulher que se jogou de ponte em MS

COMPARTILHAR
Ação rápida de policial salvou vida da mulher.

De folga e na companhia de amigos à margem do Rio Taquari, em Coxim, o soldado da Polícia Militar de Mato Grosso, Ricardo Silva de Oliveira, 26 anos, deixou o lazer de lado e se atirou no rio para salvar uma vida nesse sábado (9). Lotado na Polícia Militar Ambiental de Rondonópolis, Ricardo, acostumado à rotina de fiscalização da pesca e resgate de animais silvestres, foi surpreendido ao ver uma mulher se atirando da ponte.

Ao perceber a cena o policial imediatamente se atirou na água e nadou até alcançar a vítima e retirá-la da água. Ricardo relata que a mulher submergiu duas vezes antes que ele conseguisse segurá-la e mantê-la com a cabeça fora da água. “Cheguei a pensar que ela já estava morta”, conta.

Dentro do barco de amigos que também estavam em momento de lazer, o soldado começou a fazer massagem cardíaca até que ela recuperasse a consciência e começasse a eliminar a água que havia engolido. O salvamento também contou com a ajuda dos amigos Leandro Farias e Paulo Sérgio.

Logo depois, conta o policial, chegou uma equipe o Corpo de Bombeiros que a levou para o Hospital Regional da cidade. Neste domingo (10), Ricardo recebeu a notícia que a mulher está bem, recebeu alta hospitalar e encontra-se sob cuidados de familiares.

O caso

De acordo com Ricardo, a vítima é uma mulher de pouco mais de 30 anos. Ela teria saído do bairro Senhor Divino em um mototáxi com destino ao bairro Piracema. Quando solicitou a corrida pediu ao piloto que a levasse até o Piracema, mas, quando passavam sobre a ponte do Rio Taquari, pediu para fazer uma parada. Logo depois de descer da motocicleta entregou o capacete ao piloto e se jogou no rio.

(Com assessoria)

NE: A maioria dos RDPM (Regulamento Disciplinar da Polícia Militar) no País, define como ato de bravura situações como a enfrentada pelo soldado Ricardo Silva de Oliveira. Em sendo o ato reconhecido pelos superiores, o militar poderá ser promovido ao posto imediato.