Policial morre em confronto com sequestradores no Paraguai

Policial morre em confronto com sequestradores no Paraguai

COMPARTILHAR
Policial será enterrado hoje em Assunção

Antônio Coca

Um confronto entre homens da Polícia Nacional do Paraguai e sequestradores resultou na morte de um oficial, dois sequestradores e ferimentos em outros dois policiais. O fato aconteceu na tarde de ontem quando homens da Divisão Anti-Sequestro, tentaram prender parte da quadrilha que esta semana tinha sequestrado o empresário Silvino Villalba Salinas, 66 anos em Capitan Bado, cidade paraguaia que faz fronteira com Coronel Sapucaia em Mato Grosso do Sul.

O comissário Rufino Acosta, subchefe da Divisão Anti-sequestro e outros policiais teriam cercado os acusados na Colônia Cerro 21 e houve troca de tiros. Rufino e dois sequestradores morreram no confronto e dois policiais saíram feridos. O oficial ainda chegou a ser levado para um hospital de Aral Moreira, mas já chegou morto.

Um dos sequestradores mortos foi identificado como Estanislau Ferreira Chaves de 50 anos que era procurado por homicídio. Cecílio Cândia Cáceres de 35 anos ficou ferido e era foragido da justiça acusado de sequestro e assalto em Horqueta no interior do Paraguai. Ele foi levado para o Hospital Regional de Pedro Juan Caballero onde encontra sob custódia e em estado grave.

Outros presos foram Rafael Benitez dos Santos de 53 anos, Crispin Ferreira de 43 anos e Plácido Gonzales de 39 anos, todos com ordem de captura e foragidos da justiça. Eles estão presos na sede do Departamento de Investigações de Pedro Juan Caballero.

Foram apreendidos com os sequestradores vários celulares, escopetas, sete coletes á prova de balas, rádios comunicadores, binóculos, pistolas, uma motocicleta e uma caminhonete L 200. O oficial morto será enterrado nesta sexta-feira em Assunção capital do Paraguai.