Polícias Militar, Civil e Guarda Municipal fazem operação no Distrito Itamarati

Polícias Militar, Civil e Guarda Municipal fazem operação no Distrito Itamarati

COMPARTILHAR
Força policial vasculhou o distrito Fotos:(Porãnews)

Uma grande operação foi realizada nesta quarta-feira (23) no Assentamento Nova Itamarati ou Distrito Itamarati, ação integrada entre policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil, Guarda Civil Municipal de Fronteira e Polícia Militar. Informações levantadas pelo Serviço de Inteligência da Polícia Civil, indicaram que assaltantes estariam cometendo roubos e furtos de carros e motocicletas em Ponta Porã, e posteriormente comercializando esses veículos com moradores do assentamento.

Uma apuração preliminar revelou que muitos condutores trafegam livremente sem nenhuma documentação de porte obrigatório, Carteira Nacional de Habilitação e com veículos em péssimo estado de conservação e segurança. Condutores que demonstrando descrédito e afronta ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dessa forma colocando em risco a segurança das pessoas.

Além de não possuírem ou portar Carteira de Habilitação ou documentos dos veículos, quase toda a população do local não vinha usando capacete e em veículos quatro rodas, não usavam cinto de segurança. As Forças de Segurança alertam a população, que caso algum condutor seja flagrado conduzindo veículos produtos de furtos e roubos, o mesmo será indiciado criminalmente por roubo ou receptação.

Durante a primeira fase da operação dez motocicletas de procedência estrangeira sem documentação de porte obrigatório, em péssimo estado de conservação e sem placa, cinco nacionais nas mesmas condições, foram apreendidas e encaminhadas ao pátio do DETRAN em Ponta Porã. Conforme o delegado Lucas Caires, da Policia Civil de Ponta Porã e responsável pela ação, o trabalho vai continuar sem data ou horário previsto.

Segundo os responsáveis pela operação policial, cinquenta motocicletas foram abordadas na região. A população aplaudiu as ações das Forças de Segurança que atuaram na região e manifestaram que ações como esta deve ser repetida e que quem não gostou estaria em desacordo com a lei.

Guinchos foram lotados durante operação