Polícias tentam definir circunstâncias de assassinato de PM da reserva no Azaléia

Polícias tentam definir circunstâncias de assassinato de PM da reserva no Azaléia

COMPARTILHAR
Celular da vítima estava em outro bairro. (Foto: Direto das Ruas)

As Polícias Civil e Militar trabalham desde o começo da manhã deste domingo (7) na tentativa de definir as circunstâncias da morte do policial militar da reserva (aposentado) Valdecir Ferreira, de 59 anos. O corpo dele foi encontrado na manhã deste domingo (7), em sua casa, no conjunto Azaléia, em Campo Grande.

O corpo foi encontrado sobre a cama de Valdecir, constando várias perfurações, principalmente nas costas. A polícia descobriu a morte após ser acionada pela filha da vítima após esta receber uma ligação telefônica avisando que o celular do pai havia sido achado no Bairro Bom Jardim e que ele poderia ir buscar.

Estranhando a situação, e filha acionou a Polícia Militar que foi até a casa, encontrada fechada e precisou ser arrombada. O interior do imóvel estava totalmente revirado e o corpo da vítima, que atuou no DOF e morava sozinho, sobre a cama.