Por “segurança” agentes colocam na mesma cela presos que brigavam e um...

Por “segurança” agentes colocam na mesma cela presos que brigavam e um acaba morto pelo desafeto

COMPARTILHAR

Além da Polícia Civil através da 3ª Delegacia com inquérito policial, a Agência de Administração Penitenciária – AGEPEN, irá apurar as circunstâncias em que dois presos inimigos e que brigavam, foram colocados juntos no chamado “castigo”, uma cela de isolamento destinada a internos envolvidos em situações de indisciplina. O crime ocorreu por volta de 13h30 desta quarta-feira (25), dentro da cela de isolamento, no Pavilhão 2 do Instituto Penal de Campo Grande.

Após desentendimento anterior e transferência para o “isolamento” por medida de segurança, por volta de 13h30 o interno Julian Kenedy Vilhalva da Silva, de 31 anos, foi assassinado por seu colega de cela anterior e no “isolamento”, Otavio Gomes da Cruz, de 29 anos. Familiares acusam agentes penitenciários de negligência ao colocarem juntos os presos que teriam começado a brigar no solário, durante o banho de sol, briga que teria sido causada por questões envolvendo droga. Ainda segundo familiares, dois agentes, um responsável pelo Pavilhão II e outro por todo o presídio decidiram colocar os dois na mesma cela.

Pouco depois foram ouvidos pedidos de socorro por parte de Julian, pois estava sendo espancado, mas morreu em seguida. Após os levantamentos de praxe, Otávio foi autuado em flagrante de homicídio e o corpo da vítima encaminhado ao Instituto de Medicina e Odontologia Legal – IMOL, para necropsia.