Preso acompanhante de motorista que morreu em carro cheio de droga...

Preso acompanhante de motorista que morreu em carro cheio de droga na 463

COMPARTILHAR
Amauri Silva de Carvalho, escapou ileso, do acidente.

Antônio Coca

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu na madrugada desta quinta-feira (7) Amauri Silva de Carvalho de 26 anos. Ele estava como acompanhante de Marcos Leandro de Freitas, 42 anos, que morreu no começo da noite de ontem (6) quando tentavam fugir de uma equipe da PRF na BR-463 entre Ponta Porã e Dourados.

Ele foi preso nas proximidades do Posto Guaíba onde aconteceu o acidente. Como usava cinto de segurança Amauri teve apenas escoriações pelo corpo e aproveitou a escuridão para se esconder na vegetação. Ele disse que depois do acidente ouviu alguém dizer para ele “vaza que os homi chegou”.

Marcos que morreu na hora e Amauri estavam em um Jetta e não obedeceram a ordem de parada dada no Posto de Fiscalização do Capei e tentaram fugir no chamado “cavalo doido”, quando Marcos perdeu o controle do carro, saiu da pista e capotou por várias vezes. Eles estavam com um Volkswagen Jetta cinza com placas falsas PAQ-7916 de São Paulo lotado de maconha.

O carro tinha sido furtado no dia 9 do mês passado em Brasília e suas placas originais são PAT-5650 e ficou com a parte dianteira destruída. No veículo havia centena de tabletes de maconha que pesaram ao todo 355 quilos da droga.

O corpo de Marcos Leandro de Freitas foi levado para o IML de Ponta Porã e Amauri para a Polícia Civil da cidade e autuado por tráfico de drogas.

Antônio Coca

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu na madrugada desta quinta-feira (7) Amauri Silva de Carvalho de 26 anos. Ele estava como acompanhante de Marcos Leandro de Freitas, 42 anos, que morreu no começo da noite de ontem (6) quando tentavam fugir de uma equipe da PRF na BR-463 entre Ponta Porã e Dourados.

Ele foi preso nas proximidades do Posto Guaíba onde aconteceu o acidente. Como usava cinto de segurança Amauri teve apenas escoriações pelo corpo e aproveitou a escuridão para se esconder na vegetação. Ele disse que depois do acidente ouviu alguém dizer para ele “vaza que os homi chegou”.

Marcos que morreu na hora e Amauri estavam em um Jetta e não obedeceram a ordem de parada dada no Posto de Fiscalização do Capei e tentaram fugir no chamado “cavalo doido”, quando Marcos perdeu o controle do carro, saiu da pista e capotou por várias vezes. Eles estavam com um Volkswagen Jetta cinza com placas falsas PAQ-7916 de São Paulo lotado de maconha.

O carro tinha sido furtado no dia 9 do mês passado em Brasília e suas placas originais são PAT-5650 e ficou com a parte dianteira destruída. No veículo havia centena de tabletes de maconha que pesaram ao todo 355 quilos da droga.

O corpo de Marcos Leandro de Freitas foi levado para o IML de Ponta Porã e Amauri para a Polícia Civil da cidade e autuado por tráfico de drogas.