Preso casal que executou tio e sobrinho em aldeia

Preso casal que executou tio e sobrinho em aldeia

COMPARTILHAR
Casal autuado em flagrante

Antônio Coca

Na manhã do último dia 15 os corpos de Josias da Silva Machado (47) e Pedro Ávila Moraes Filho de 21 anos, foram encontrados em uma rua secundária da Aldeia Jaguapiru, em Dourados, sendo constatado que receberam vários golpes pelo corpo, tendo os rostos desfigurados diante da brutalidade dos autores do crime. As diligências realizadas pelo SIG revelaram que Josias e Pedro, sobrinho e tio, foram vistos perambulando embriagados na madrugada do dia 15 pelas ruas da Aldeia Jaguapiru, antes de serem mortos.

Durante as investigações veio à tona que as vítimas haviam se envolvido em uma discussão com indivíduos até aquele momento não identificados. Ao serem aprofundadas as investigações, foi apurado que ao passarem na frente da residência do casal Rone Marques Alves, de 32 anos e Janaina Benites de Oliveira (25), Pedro e Josias foram hostilizados, iniciando-se uma discussão. Terminada a discussão, Rone e Janaina se armaram com facões e facas, e provavelmente com a ajuda de um outro indivíduo, perseguiram as vítimas e as mataram.

Através de ininterruptas diligências a equipe do SIG que se deslocou para a Aldeia Jaguapiru na manhã de domingo identificou o local onde morava Rone e Janaina. Contudo, na manhã de sábado, após encontrados os corpos das vítimas, o casal deixou a aldeia e fugiu para local ignorado.

Na segunda-feira o SIG identificou um imóvel localizado em Dourados onde os autores estariam se escondendo, mas ao perceberem a aproximação dos policiais Rone e Janaina mais uma vez fugiram, embrenhando-se em uma mata, não sendo encontrados.

Finalmente na manhã de terça-feira Rone e Janaína foram presos. Sobre o caso, Janaina alegou que após terminada a discussão com Josias e Pedro, Rone e um terceiro indivíduo pegaram facões e passaram a segui-los, começando uma briga. Janaína alega que Josias e Pedro estavam armados com facas, mas ela e Rone não apresentavam nenhum sinal de ferimento decorrente do recebimento de golpes desses instrumentos.

Rone também disse que foram atrás das vítimas, mas sustentou que apenas Janaína e outro indivíduo portavam facas. As investigações demonstraram que o casal era tido como pessoas violentas na Aldeia Jaguapiru, sendo que constantemente aquele indivíduo dizia que era integrante de uma facção criminosa.

Também, que Josias e Pedro não apresentaram reação ao serem mortos, devido estarem muito alcoolizados. Rone e Janaína foram presos em flagrante pela prática de duplo homicídio qualificado, sendo representado pela decretação de suas prisões preventivas.

Armas utilizadas pelo criminosos confessos