Preso escondia nove celulares, isqueiro, drogas e cabo USB no estômago

Preso escondia nove celulares, isqueiro, drogas e cabo USB no estômago

COMPARTILHAR
Scanner revelou "depósito" no estômago do preso. (Foto:Divulgação)

Um interno da Colônia Penal Agrícola de Palhoça, na grande Florianópolis, Santa Catarina, foi flagrado com nove celulares, isqueiro, cabo USB e drogas introduzidos no próprio estômago. A descoberta ocorreu na terça-feira (15), quando o presidiário retornou à unidade após uma saída temporária de sete dias.

Agentes desconfiaram do comportamento do preso, que é pessoa com deficiência física e usa muletas, e o submeteram à revista no detector de metais. Como o equipamento apontou a presença de algo metálico, o apenado foi levado até o Complexo de São Pedro de Alcântara para observação no scanner corporal, que confirmou as suspeitas.

Além dos celulares, os demais objetos estavam distribuídos em 52 invólucros separados. O preso passou por um procedimento cirúrgico para a remoção do material e continua internado. O caso repercutiu com surpresa até mesmo entre servidores mais experientes do sistema prisional.