Prestadoras de serviço flagradas furtando materiais em hospital

Prestadoras de serviço flagradas furtando materiais em hospital

COMPARTILHAR
Grupo foi autuado no plantão CEPOL,mas pode seguir para delegacia da área ou PF.

Cinco mulheres foram presas no começo da noite desta quinta-feira (11), ao serem flagradas furtando itens hospitalares no local onde trabalhavam. O grupo foi descoberto pela coordenação da empresa prestadora, que já desconfiava que materiais hospitalares ou não estavam sendo furtados.

Os furtos aconteciam de forma contínua no Hospital Universitário, com as funcionárias atuando no sistema “formiguinha”, em que levavam um pouco de materiais a cada vez. No começo da noite a coordenação da empresa terceirizada surpreendeu uma das funcionárias escondendo materiais na mochila, a abordou, reuniu as demais que ao serem solicitadas mostraram suas mochilas e bolsas nas quais estavam itens furtados.

A Polícia Militar foi acionada e equipes do Pelotão Jóquei Clube atendeu o caso encontrando as mulheres reunidas e os materiais furtados já fora das mochilas. As cinco de pronto confessaram a situação, existindo ainda outra envolvida, mas que fugiu durante a movimentação da chefia.

Thaylaine (18) estava com um rolo de papel higiênico, 1 caixa de luvas cirúrgicas aberta e 16 sacos de lixo. Elis (50) possuía em sua bagagem 10 caixas de luvas, fechadas, e 1 caixa fechada de mascaras descartáveis. Normalize (41) estava com pacotes de sabonete líquido fechados, 1 esponja e 3 garrafas de álcool 70%. Tatiana (36), possuía 1 recipiente contendo removedor e 4 sacos de lixo. Stephanie estava com 31 sacos de lixo. Marilene (48), que havia se fugido na chegada da polícia, possuía na sua mochila 5 sacos de lixo.

Diante da constatação, confissão das envolvidas e decisão de representação pela empresa, as envolvidas, testemunhas e materiais foram levados para a delegacia da CEPOL e as mulheres autuadas em flagrante de furto.