Procon/MS atende denúncias e autua posto Taurus por lesar consumidores

Procon/MS atende denúncias e autua posto Taurus por lesar consumidores

COMPARTILHAR
Clientes lesados a cada litro de combustível.

A partir de denúncias formalizadas por consumidores fiscais do Procon/MS realizaram diligências no Auto Posto Pororoca XXV, de bandeira Taurus, localizado na avenida Afonso Pena 7. 144, onde foram constatadas várias irregularidades.

A fiscalização constatou divergência nos preços anunciados em placas e os impressos nas notas e cupons fiscais na base de R$ 0,10 (dez centavos) por litro de combustível abastecido, mesmo que o pagamento fosse efetivado em dinheiro, à vista. E os problemas não se limitaram a isso uma vez que árvores e plantas escondiam a placa que deveria mostrar que as operações no local só podiam se realizar “em dinheiro e cartão de débito” e, no interior do estabelecimento existia outra demonstrando, de forma não clara e ostensiva, valores diferentes para cartões de crédito ou convênios.

Mesmo pagando à vista, em dinheiro, consumidores que solicitavam comprovante de pagamento eram surpreendidos. No caso de gasolina comum, o preço exposto era R$ 5,569, entretanto no cupom fiscal constava R$ 5,669. Em relação a gasolina aditivada o valor era de R$ 5,599 enquanto na nota constava R$ 5,669. Para o etanol o preço na tabela era de R$ 4,429 enquanto o cobrado efetivamente era de R$ 4,529. Com o diesel S 10 a situação não era diferente. O valor a tabela expunha o valor de R$ 4,439 enquanto era cobrado R$ 4,539.

Consumidores indignados comentam que os lucros auferidos pelo auto posto devem ser bastante altos uma vez que deve comercializar milhares de litros de diferentes combustíveis por dia. “Os preços expostos já demonstram que a empresa lucra. De Lesando o consumidor dessa forma não resta dúvida de que sua margem passa a ser excessivamente maior” comentam. A rede de postos Pororoca, é uma das principais abastecedoras de veículos oficiais e viaturas do governo de Mato Grosso do Sul.