Programa para incentivar empreendedorismo é lançado na Capital

Programa para incentivar empreendedorismo é lançado na Capital

COMPARTILHAR

Nesta sexta-feira (10), na sede do Sebrae em Campo Grande, foi lançado o “Negócio Cultural”, programa privado de empreendedorismo que oferecerá oficinas gratuitas para microempreendedores locais, pequenos produtores e jovens a partir de 15 anos na Capital. A iniciativa é patrocinada pela Águas Guariroba, do grupo Aegea Saneamento, é realizada pela Ecotransforma Produções e NTICS Projetos e conta com o apoio do Sebrae/MS.

Durante o lançamento, houve a assinatura do Termo de Compromisso, que formalizou a parceria entre as entidades. Voltado para a capacitação de empreendedores locais, o Negócio Cultural é um dos maiores programas privados gratuitos de todo o Brasil, com oficinas gratuitas para microempreendedores locais e jovens que queiram entrar para o mercado, sobre os principais aspectos que vão ajudar no crescimento da empresa e ampliar a geração de renda.

O objetivo, além de ajudar no crescimento da empresa e ampliar a geração de renda, é apoiar e conscientizar empreendedores locais sobre a importância de se ter um Negócio Sustentável, seja qual for o tamanho e ramo de atividade. O diretor de Relações Institucionais da Aegea, na região que abrange o Centro-Oeste, Paulo Antunes, reforçou esse incentivo durante o lançamento da ação.

“Precisamos cuidar do meio ambiente. Estamos em uma época que preservar não é mais suficiente, nós precisamos restaurar. E, dentro desse pensamento, escolhemos algumas cidades para algo inédito: tratar de sustentabilidade junto aos pequenos negócios, ofertando vagas para esse curso de empreendedorismo com foco em sustentabilidade. Nós queremos levar isso para os pequenos negócios do país”, destacou Antunes.

Também presente na solenidade, o diretor-superintendente em exercício do Sebrae/MS, Tito Estanqueiro, destacou o apoio da entidade em ações voltadas ao fomento do empreendedorismo. “Quando vemos uma proposta dessas, que vem ao encontro do que o Sebrae cultiva, que é fomentar o empreendedorismo, ainda mais com esse viés da sustentabilidade, entendemos a importância de apoiar essas ações. Não há negócio que se comece hoje que o empreendedor não deva pensar essa questão da sustentabilidade, e isso também é uma oportunidade de gerar emprego e renda”, disse.

Também participaram do lançamento do projeto a diretora-técnica do Sebrae/MS, Maristela França; e o diretor-presidente da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos, Odilon de Oliveira Júnior.

Sobre o Negócio Cultural

A capacitação acontecerá por meio de oficinas e mentorias online e gratuitas, auxiliando no desenvolvimento de seus negócios ou incentivando a reinventarem sua forma de geração de renda. As inscrições podem ser feitas por meio do
site negociocultural.com.br.

Na primeira fase, os participantes passarão por sete oficinas que serão transmitidas em ambiente digital e darão uma visão completa sobre áreas primordiais de crescimento e aperfeiçoamento profissional. A primeira tem foco em Sustentabilidade e como aplicar essas habilidades, independentemente do tamanho do negócio.

Depois, todos passarão por um “Diagnóstico 360º”, para desenvolver uma visão sistêmica com os papéis e responsabilidades de cada um. Os passos seguintes são oficinas sobre Gestão Financeira, Vendas, Marketing, Recursos Humanos e para finalizar, elaborar um Planejamento Estratégico. Para os jovens empreendedores que ainda não possuem um negócio, a trilha de conhecimento vai abordar, ainda: Plano de Negócio e Empreendedorismo.

Após o término das oficinas, todos os participantes terão acompanhamento e mentorias gratuitos que vão auxiliar na aplicação de todo o conteúdo adquirido, além de certificado de conclusão do curso de 40 horas. Além de Campo Grande, também receberão o Negócio Cultural as cidades de Cabo Frio (RJ), Barra do Garça (MT), Holambra (SP), Camboriú (SC), Penha (SC) e Manaus (AM).

Assessoria