PTB desiste de Cristiane Brasil para Ministério do Trabalho

PTB desiste de Cristiane Brasil para Ministério do Trabalho

COMPARTILHAR

PTB desistiu da indicação da deputada federal Cristiane Brasil (RJ) para ocupar o cargo de ministra do Trabalho, conforme a assessoria de imprensa da direção nacional do partido disse à agência Reuters nesta terça-feira.

A indicação de Cristiane, filha do presidente do partido, Roberto Jefferson, era alvo de intensa polêmica desde que a Justiça barrou sua posse sob a alegação de que ela não tinha condições de assumir o cargo por ter sido condenada em processo trabalhista.

O caso da deputada se arrasta desde o início de janeiro, quando o próprio presidente Michel Temer aceitou a escolha dela, em substituição ao também petebista Ronaldo Nogueira (RS), que deixou o cargo para tentar à reeleição para a Câmara dos Deputados.

Antes de Cristiane, o PTB havia indicado o deputado Pedro Fernandes (MA) para o cargo, mas a proximidade do parlamentar com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) –opositor ferrenho do governo de Michel Temer levou a um veto a seu nome.

A decisão de desistir da indicação da deputada Cristiane Brasil agora se deve ao fato de que não há perspectivas de que o Supremo Tribunal Federal (STF) julgue o recurso que pretende garantir a posse no ministério, disse a assessoria do partido.
A legenda deverá definir um novo nome para a escolha nesta semana, segundo a assessoria.