Santander e sua fumaça, seguem aplicando pegadinha nas polícias

Santander e sua fumaça, seguem aplicando pegadinha nas polícias

COMPARTILHAR
Alarme de fumaça uma "pegadinha" perigosa para todos.

O sistema antifurto utilizado pelo Banco Santander segue sendo problema para os organismos de segurança em vários pontos do País. Em Campo Grande a situação não é diferente sendo constante o acionamento da Polícia Militar, Garras e demais forças especiais especializadas no enfrentamento a crimes em instituições bancárias.

O problema em Campo Grande voltou a acontecer na tarde desse domingo (9), quando equipes das Policias e Corpo de Bombeiros foram acionadas pois o alarme da agência da Rua Dom Aquino com 13 de Maio estava acionado com o local tomado por fumaça e isso indicava a ação de ladrões nos caixas eletrônicos.

Como em outras ocasiões, policiais militares chegaram rapidamente na agência e de pronto já perceberam que mais uma vez era só defeito no sistema. A gerente e um técnico estiveram no local que foi minuciosamente vistoriado e nada constatado sobre furto.

Existem estados em que a Segurança Pública interpelou o Banco Santander por conta desse tipo de problema gerando transtornos e riscos para a população e policiais além do patrimônio público e privado. Conforme as autoridades, deslocamentos para esse tipo de ocorrência (furto ou roubo) em bancos, mobiliza além do policiamento rotineiro, tropas especiais deslocando em situação de emergência com risco iminente de acidentes. O banco já foi procurado outras vezes, mas em nenhuma delas se manifestou sobre o problema.