Seguindo com operação “Amigo do Campo”, SIG recupera mais de 150 mil...

Seguindo com operação “Amigo do Campo”, SIG recupera mais de 150 mil em bens furtados

COMPARTILHAR
Bando furtava de caminhão a equipamentos, só GPS custa mais de R$ 27 mil.

Antônio Coca

Em continuidade à “Operação Amigo do Campo”, deflagrada na última segunda-feira, na manhã desta terça-feira (18) equipes do SIG retornaram a um imóvel localizado na Aldeia Jaguapiru para recuperar bens furtados de diversas propriedades rurais. A busca ocorreu em razão de ao serem analisados os agrotóxicos apreendidos no primeiro dia da operação, equipe do SIG ter identificado que haviam sido furtados em uma fazenda localizada em Maracaju no início deste ano.

Nessa ação, foram furtados cerca de R$ 200 mil bens, tais como agrotóxicos, ferramentas de precisão, motosserras, GPS utilizado em colheitadeira, compressores de ar, motores elétricos, filtros industriais, entre outros. Com isso, ao retornar ao imóvel localizado na Aldeia Jaguapiru foram recuperados diversos bens subtraídos da propriedade rural e vários outros de procedência duvidosa.

Além disso, um dos quatro caminhões apreendidos na segunda-feira, na primeira fase da operação, foi reconhecido como de propriedade de uma vítima furtada no ano passado em Naviraí. Estima-se que somente em 2019 a quadrilha integrada pelo indivíduo que reside na aldeia, não um indígena, mas sim convivente de uma indígena, tenha furtado cerca de um milhão de reais em propriedades rurais localizadas em Dourados e municípios como Maracaju, Nova Alvorada, Fatima do Sul, Rio Brilhante e Naviraí.

Tudo que fosse encontrado, era furtado ou depenado.

O indivíduo preso com os bens furtados foi autuado pela prática de receptação e arbitrada fiança no valor de R$ 15 mil, que pagou prontamente. As investigações continuam no sentido de identificar todos os integrantes da quadrilha.