Segurança Pública ativa o policiamento de fim de ano em MS

Segurança Pública ativa o policiamento de fim de ano em MS

COMPARTILHAR
Operação foi lançada esta manhã (Foto: Divulgação/PMMS)

A Secretaria de Segurança de Justiça e Segurança Pública (SEJUSP), lançou nesta manhã (3), a Operação Boas Festas com início imediato ao lançamento e que se estenderá até o dia 4 de janeiro. A operação foi lançada em cerimônia na Praça do Rádio Clube com a presença do governador Reinaldo Azambuja, Secretário de Segurança e coordenador da ação, Comandante Geral da Polícia Militar Coronel Waldir Acosta e Delegado Geral da Polícia Civil, Marcelo Vargas Lopes, responsáveis diretos pelas atividades policiais. A operação engloba ainda o Corpo de Bombeiros, peritos e servidores da Agepen.

As forças policiais contarão com reforço aéreo além de 5.500 profissionais atuando na segurança da capital e interior do Estado. Ao falar durante a cerimônia, o titular da Sejusp, delegado Antônio Carlos Videira destacou que apenas em Campo Grande, mil policiais cumprirão escala de trabalho, com detalhe para participação de todo efetivo da segurança pública. “Policiais militares e civis terão escala diferenciada e ainda, o Corpo de Bombeiros, peritos e servidores da Agepen”.

“O final de ano representa um incremento da economia com o recebimento do 13º salário e aumento das compras. Além disso, o comércio funciona em horário diferenciado e por isso, nosso objetivo é oferecer o máximo de segurança para toda população”, conclui Carlos Videira.

Secretário Carlos Videira detalhou a operação

MONITORAMENTO

O delegado-geral da Polícia Civil, Marcelo Vargas Lopes, destaca que atualmente cerca de mil policiais civis trabalham em Campo Grande, mas em razão da operação, o efetivo receberá reforço.

“Com as férias do judiciário contaremos com mais 200 policiais para auxiliar no monitoramento. Além disso, no interior, aonde estão localizadas 11 delegacias regionais, as equipes concederão apoio aos municípios próximos que necessitarem de apoio logístico”, assinala.

Já o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Waldir Ribeiro Acosta, lembra que a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACIC) forneceram informações que auxiliarão no monitoramento realizado pelos militares, por meio de carros, motocicletas e cavalaria.

“Nos bairros teremos reforço nos corredores com maior fluxo de pessoas, como: Nova Lima, Moreninhas, Tiradentes, Cophavila II e Júlio de Castilhos. Na área central, o quadrilátero da Rui Barbosa até a Maracaju e da Rua 26 de agosto até a Avenida Calógeras também terão policiamento intensivo”, detalha.

Autoridades do Estado no lançamento

Helicóptero

Durante toda a operação as forças policiais contarão com apoio do policiamento aéreo através de helicóptero. Independente do acompanhamento de operações, policiais do GPA (Grupo de Policiamento Aéreo) estarão realizando patrulhamento em toda a cidade, com ênfase nos pontos definidos como críticos.

De acordo com o tenente-coronel Gimenez, comandante do GPA, as ações com helicóptero serão desenvolvidas inclusive no período noturno em apoio nas operações de buscas ou barreiras realizadas pelo policiamento em terra. A vigilância nos acessos a Campo Grande também fazem parte do planejamento das operações aéreas durante o período.

Ações começaram logo após o lançamento na Praça do Rádio Clube