SENAD destrói cerca de 40 toneladas de maconha na fronteira com o...

SENAD destrói cerca de 40 toneladas de maconha na fronteira com o MS

COMPARTILHAR
Um dos acampamentos destruídos.

Antônio Coca

Cerca de 40 toneladas de maconha foram destruídas esta semana por agentes da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai na zona rural de Capitan Bado, cidade que faz fronteira com Coronel Sapucaia no Mato Grosso do Sul. Os agentes trabalharam em áreas florestais da Colônia San Fernando e encontraram grandes plantações de maconha em vários estágios de crescimento e até mesmo campos onde a droga estava pronta para ser colhida e processada para a comercialização.

Os agentes encontraram ao todo oito acampamentos onde o plantio era preparado e depois de colhida a droga era picada e embalada em tabletes para ser transportada para os centros consumidores.

Segundo o promotor de Justiça do Paraguai, Gabriel Segóvia o trabalho foi dificultado porque a região é de montanha e de difícil acesso, mas que a logística empregada foi suficiente para destruir mais de 12 hectares de plantações, de onde foram tirados de circulação pelo menos 36 toneladas do entorpecente, sendo que 2 toneladas já estava picada e pronta para ser embalada e 36 quilos estavam em tabletes.

Tudo que foi encontrado foi destruído pelos policiais que acreditam que deram um prejuízo de pelo menos 1 milhão de dólares para o narcotraficante. A SENAD não informou se alguém foi preso.