SENAD e Forças Especiais deflagram a Operação Céu Guarani Soberano

SENAD e Forças Especiais deflagram a Operação Céu Guarani Soberano

COMPARTILHAR
Vários "acampamentos" destruídos.

Através de cooperação interinstitucional inédita, a SENAD, com o apoio do Ministério Público, Ministério do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável-MADES, Força Tarefa Conjunta (FTC) e Força Aérea do Paraguai, deu início à Operação Sky Soberano Guarani.

A operação busca realizar incursões nos mais de 101 mil hectares de florestas localizadas no Departamento de Concepción, considerando que ultimamente as estruturas do narcotráfico estabeleceram bases logísticas para o tráfico aéreo de drogas, com pistas e laboratórios. Por outro lado, o cultivo de maconha representa um duplo problema; pois implica no próprio campo do narcotráfico e pelo desmatamento que eles realizam para suas áreas e ilegais.

Agentes especiais e membros das Forças Especiais da SENAD, equipes operacionais da FTC, helicópteros da Força Aérea, agentes e auxiliares do Ministério Público e técnicos dos Mades participam diariamente das incursões. Além disso, está prevista a destruição de várias pistas clandestinas e o controle de pessoas, veículos e cargas na área.

Operação também combatendo crime ambiental

Durante o primeiro dia, foram apreendidos 690 quilos de maconha e 30 quilos de sementes. Por outro lado, tambores contendo combustível de aviação foram encontrados e destruídos. Cielo Guarani Soberano será prorrogado por vários dias, a fim de afetar significativamente as estruturas do narcotráfico e desestimular sua entrada em florestas protegidas, onde causam graves danos ambientais.

Destruídas pistas clandestinas e combustível de aviação.