Senad e Polícia Federal do Brasil prendem o narcotraficante Samura

Senad e Polícia Federal do Brasil prendem o narcotraficante Samura

COMPARTILHAR
Foto: Rodrigo Villamayor/Última Hora.

Agentes Especiais da Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) e a Polícia Federal do Brasil prenderam na manhã desta segunda-feira (29), traficante Jorge Teófilo Samudio González, o “Samura”. Ele escapou em 2019 ao ser resgatado por um grupo de comando na Costanera de Asunción.

Jorge Teófilo Samudio González, o “Samura” é considerado um dos principais traficantes de drogas que atuam no Paraguai. Ele havia sido preso em outubro de 2018 durante uma operação realizada pela SENAD em Bella Vista Norte. Na ocasião, ele havia sido detido em Mato Grosso, após meses de trabalho de inteligência entre Agentes Especiais da SENAD e a Polícia Federal do Brasil.

Samura é definido como um dos líderes no Paraguai, da facção Comando Vermelho para enviar carregamentos de drogas ao Brasil. Ele era caçado pela justiça desde de 2011 até sua captura em outubro de 2018 sendo resgatado pouco tempo depois por comparsas com ataque que deixou policial morto, civis feridos e carros incendiados.

De acordo com a polícia paraguaia, “Samura” tinha grande poder aquisitivo e uma liderança com mão de ferro que incluía execuções no campo do narcotráfico, razão pela qual era capaz de sustentar uma grande infraestrutura, logística e um grande número de criminosos que estavam sob seu comando, que fazem preparar sua organização para realizar suas várias atividades ilegais.

O suposto chefe do narcotráfico era o responsável pelo tráfico de cocaína com lucros que giravam em torno de 20 milhões de dólares por mês, levando-se em consideração a quantidade de drogas que estava encarregado de traficar através de aviões, que operavam em propriedades rurais localizado nos Departamentos de Amambay, Concepción e Alto Paraguai.