SENAD impede entrada de Ecstasy da Holanda enviado ao Brasil via Paraguai

SENAD impede entrada de Ecstasy da Holanda enviado ao Brasil via Paraguai

COMPARTILHAR

Operação realizada no Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi, em Assunção, por equipes Especiais da Secretaria Nacional Antidrogas – SENAD, do Paraguai, resultou na apreensão de grande quantidade de Ecstasy, cuja maioria tinha o Brasil como destino final. A ação foi acompanhada pela juiza Lici Sánchez e élo procurador Ysaac Ferreira.

A droga procedente da Holanda estava acondicionada em um vaso com flores artificiais. A carga apreendida era composta por 1 quilo 678 gramas de comprimidos de ecstasy. Segundo as autoridades, estima-se que o valor apreendido seja equivalente ao fracionamento em mais de 3 mil 300 doses de ecstasy.

A apreensão foi realizada pela Brigada de Agentes Especiais para Detecção de Drogas no Aeroporto Internacional Silvio Petirossi, sendo a primeira, após a abertura do Escritório de Atenção Permanente do Poder Judiciário.

Investigações da SENAD apuram que traficantes internacionais, passaram a utilizar o Aeroporto de Assunção, como “ponte” para envio de drogas sintéticas ao Brasil. Dali, as drogas chegariam ao Brasil por via terrestre ou em pequenos aviões.

Polícia definiu a apreensão como uma das maiores