SENAD prende dupla com droga modificada, um é da Polícia Nacional

SENAD prende dupla com droga modificada, um é da Polícia Nacional

COMPARTILHAR
Traficante tentou atropelar policiais.

Agentes Especiais da SENAD, Base de Pedro Juan Caballero na fronteira com o Brasil, apreenderam uma carga de maconha geneticamente modificada conhecida no narcomercado como “Cripy”. A droga, com valores três vezes maior que a maconha tradicional, era transportado por dois homens, um deles integrante da Polícia Nacional do Paraguai.

Os agentes trocaram e cruzaram informações sobre a identificação dos veículos com as matrículas dos suspeitos em via pública do bairro JardíM Aurora. Com isso, indivíduos tentaram evitar a abordagem de um Toyota Alion, inclusive atropelando barreira e tentando atingir policiais, gerando perseguição que se estendeu por cerca de 10 quarteirões.

Abordados, os indivíduos foram dominados e na vistoria ao veículo, a equipe da SENAD localizou 63 quilos da maconha modificada distribuídos em 69 pacotes. Os traficantes foram identificados como o policial Antônio Villalba González, de 33 anos, lotado no Departamento de San Pedro e Nelson Cândia Burgos, 39 anos, com antecedentes criminais.

A maconha “criposa”, droga a droga apreendida, tem um teor de THC que pode chegar a 35%, da mesma forma que o valor da maconha tradicional pode triplicar com o tratamento a que a planta é submetida para obter a obtenção desejada. Os dois homens podem ser levados para interrogatório em Assunção.

Droga nem escondida estava.