Senador Nelsinho Trad conquista R$ 11 milhões para Mato Grosso do Sul

Senador Nelsinho Trad conquista R$ 11 milhões para Mato Grosso do Sul

COMPARTILHAR

O senador Nelsinho Trad (PSD) conquistou, no fim desta tarde, o pagamento de R$ 11 milhões em verbas extras, do Ministério da Agricultura (Mapa) para o Governo do Estado de Mato Grosso do Sul. Os recursos serão destinados à aquisição de veículos e maquinários para Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural).

De acordo com a situação do convênio na Plataforma Brasil, de número 892.107/2019, o projeto, de aproximadamente R$ 29 milhões (R$ 19 milhões de solicitações diretas do senador Nelsinho Trad e R$ 9 milhões de contrapartida do Governo de Mato Grosso do Sul), é para atender a compra de 155 caminhões, tratores, carretas e equipamentos para 40 municípios, Agraer, Agesul, Cidema e Cointa. Da relação, 113 itens já foram licitados e adquiridos.

“Essa foi a primeira solicitação do Governo do Estado quando assumi o mandato de senador. Da nossa emenda, já conseguimos R$ 15,7 milhões desse convênio e falta o pagamento de R$ 3,5 milhões. Estamos nos empenhando pela agricultura familiar de Mato Grosso do Sul e pelo desenvolvimento dos 79 municípios”, enfatizou o senador Nelsinho Trad.

Do início de 2019 até o momento, o parlamentar já viabilizou R$ 1,1 bilhão em recursos federais para Mato Grosso do Sul. Desses valores, R$ 39,3 milhões pagos diretamente para ações do Governo de MS.

40 municípios de MS

Da lista dos municípios beneficiados neste convênio, encontram-se: Amambai, Angélica, Antônio João, Aral Moreira, Bandeirantes, Bela Vista, Bodoquena, Brasilândia, Caarapó, Camapuã, Campo Grande, Cassilândia, Chapadão do Sul, Costa Rica, Deodápolis, Dois Irmãos do Buriti, Douradina, Fátima do Sul, Figueirão, Glória de Dourados, Iguatemi, Inocência, Itaporã, Japorã, Jaraguari, Juti, Laguna Caarapã, Mundo Novo, Naviraí, Nioaque, Novo Horizonte do Sul, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Rio Verde, Santa Rita do Pardo, Selvíria, Sidrolândia, Tacuru, Taquarussu e Vicentina.

Com Assessoria/Neiba Ota