Senador Nelsinho Trad passa bem e informa como lidar com o coronavírus

Senador Nelsinho Trad passa bem e informa como lidar com o coronavírus

COMPARTILHAR
Para o senador Nelsinho, o melhor remédio é a disciplina. (Divulgação)

O senador Nelsinho Trad (PSD), que foi relator do projeto no Senado Federal de enfrentamento ao coronavírus, foi contaminado em viagem com a comitiva presidencial aos Estados Unidos, e encontra-se isolado na sua residência, em Brasília. Hoje, como médico e paciente, deu entrevista e fez vídeos, falando sobre como pode ter sido o contágio e quais as medidas estão sendo tomadas para sua cura e pelo fim da propagação do coronavírus. “Parece que eu tenho uma gripe leve, cabeça pesada, sinto o corpo com febre e não passa disso, não tenho coriza, não tenho tosse, estou aqui em casa para proteger as pessoas e a mim mesmo, esperando dar os 14 dias para voltar ao trabalho! Hoje, voltou o meu apetite, então, sinto que estou me recuperando muito bem”, disse o senador Nelsinho Trad.

Segundo o senador, ele estava na aeronave na poltrona 1 A e o secretário de comunicação Fábio Wajngarten estava na poltrona de trás. “Qualquer espirro dele, deve ter vindo para mim. Aqui em casa moram minha esposa, minha filha e a babá. Elas já fizeram os exames, estamos aguardando os resultados e vamos manter as mesmas orientações”, comentou o senador.

Desde que soube do exame positivo do secretário Wajngarten, o senador ficou em quarentena e teve na última sexta-feira a confirmação do contágio nele. Conhecedor sobre a doença e dos riscos, senador Nelsinho Trad informa que o vírus desaparece como ocorre como uma simples gripe. “Ele vai embora, como quando vem, o corpo se recupera e ele desaparece. Quem pegou uma vez, não corre o risco de pegar o mesmo vírus de novo”.

Neste domingo, o senador gravou vídeo mostrando na prática como está lidando com a quarentena. “Antigamente, quando tinha epidemia, a minha avó pegava um esmalte e pintava os talhares, os pratos e os copos e separava, e estou fazendo igual em casa. Também estou com uma boa alimentação: frutas, sucos, legumes e gemadas. Quero agradecer as manifestações de carinho, os moradores do edifício onde moro que estão se solidarizando, enviando bolo, comida, tenho certeza que vamos superar isso, vamos para frente!”, disse o senador.

Com Assessoria/Neiba Ota