Senai dá suporte para instalação da 1ª indústria de tilápia enlatada de...

Senai dá suporte para instalação da 1ª indústria de tilápia enlatada de MS

COMPARTILHAR

O Senai está dando suporte para a instalação da 1ª indústria de tilápia enlatada de Mato Grosso do Sul. O empreendimento da Frescomares, grupo que já tem unidades em Navegantes (SC) e Mossoró (RN), será construído em uma área de 73 mil hectares no município de Itaporã e terá suporte do Senai inicialmente para aprovação de financiamento e, posteriormente, para projetos executivos de montagem da indústria.

Segundo o diretor-regional do Senai, Rodolpho Caesar Mangialardo, a parceria com a Frescomares deve ainda se expandir para serviços de tecnologia e inovação e também na oferta de cursos de qualificação profissional para preparar a mão de obra da região. “Nós ficamos agradecidos pelo reconhecimento como suporte para um produto inovador como a tilápia enlatada em Itaporã. Estamos de portas abertas para novas oportunidades com relação à educação profissional e consultorias para que a indústria comece preparada para ter excelentes resultados”, afirmou.

O diretor-executivo da Frecomares, Márcio Rabello, explicou que o novo empreendimento receberá investimento total de R$ 20 milhões, com previsão de início das obras já em abril deste ano e a produção deve começar em 2022. “Teremos inicialmente 120 trabalhadores e, depois de três anos, esse número deverá triplicar. Com certeza o apoio do Senai está sendo fundamental nessa fase ainda de aprovação, com o suporte para o projeto de financiamento, e queremos continuar com parcerias futuras, conforme o projeto evolua”, destacou.

Ele reforçou o interesse em consultorias estratégicas oferecidas pelo Senai no Estado em tecnologia e inovação. “Teremos em breve uma reunião com o IST Alimentos e Bebidas (Instituto Senai de Tecnologia em Alimentos e Bebidas), localizado em Dourados, para ajudar com os processos para o nosso produto, que é extremamente inovador, e também vamos querer alinhar uma parceria para qualificar nossa mão de obra. Com certeza a expertise do Senai aqui no Estado será de extrema importância para melhorarmos nossos processos e produtos”, finalizou.