Sesi inicia vacinação contra a gripe nas indústrias em Mato Grosso do...

Sesi inicia vacinação contra a gripe nas indústrias em Mato Grosso do Sul

COMPARTILHAR

Trabalhador vacinado é sinônimo de indústria saudável. Em mais uma campanha, o Sesi disponibiliza às empresas de Mato Grosso do Sul doses de vacina contra a gripe, e empresários interessados em imunizar o colaborador já podem contratar a campanha. Além de aplicar as vacinas nas dependências das indústrias – modalidade cujos valores das doses são especiais –, o Sesi oferece orientações sobre a importância de imunizar os trabalhadores, considerada pelo Ministério da Saúde como uma das medidas mais eficazes para evitar casos graves e óbitos por gripe.

Neste ano, serão oferecidas as vacinas trivalente, que imuniza contra dois vírus da influenza A e influenza B, e a quadrivalente, que além desses vírus imuniza contra uma segunda cepa do vírus da influenza B. A meta é chegar a 27 mil trabalhadores imunizados em mais de 100 empresas do Estado.
O mês de maio foi escolhido para o início da aplicação das doses porque o período antecede a maior incidência de gripe e outras doenças respiratórias.

“Nosso objetivo maior com a campanha é beneficiar o trabalhador da indústria, proporcionando um ambiente saudável e, consequentemente, melhorando a produtividade e reduzindo os indicadores de absenteísmo. Nossos horários são 100% flexíveis, com a possibilidade de aplicação das doses até mesmo no período da madrugada, sempre para assegurar que não haja nenhum tipo de comprometimento do processo produtivo da indústria”, afirmou o gerente do Sesi de Campo Grande, Helton Leal Cardoso.

Desde a primeira campanha de vacinação do Sesi nas indústrias do Estado, iniciada em 2014, pelo menos 60 mil trabalhadores já foram imunizados contra o vírus influenza. Apenas em 2018, foram 13.489 doses aplicadas e a expectativa é dobrar o número de imunizações em todo o Estado.

Importância da imunização

Quando se fala em absenteísmo – ausências do trabalho, na maioria das vezes, por motivo de doença – é difícil não lembrar dos episódios gripais. O mal-estar e o desconforto causados pelos sintomas da gripe refletem em queda de produtividade, aumento de custos para as empresas e de gastos com sinistralidade dos planos de saúde.

Estudos indicam que um leve resfriado é capaz de reduzir a rapidez de reação de uma pessoa em até 40%, podendo até mesmo comprometer a segurança ocupacional. E a comunidade científica concorda que a vacinação é a maneira mais eficaz de se prevenir contra o vírus Influenza.

Segundo a diretora de SST (Saúde e Segurança do Trabalho) do Sesi, a médica do trabalho Adriana Sato, a vacina antrigripal tem eficácia de 70% a 90% em indivíduos saudáveis. “Além da redução dos custos indiretos gerados pelo absenteísmo, a vacinação garante proteção individual e coletiva, pois diminui a circulação do vírus nos ambientes em que a pessoa transita, como empresa, locais públicos e residência”, exemplifica.