Sobrevivente em queda de helicóptero é presidiário

Sobrevivente em queda de helicóptero é presidiário

COMPARTILHAR

A polícia de Santa Catarina confirma que a queda de um helicóptero na tarde desta quinta-feira (8) provocou a morte de três pessoas e deixou uma ferida no bairro Paranaguamirim, em Joinville, norte catarinense. A aeronave caiu na rua por volta das 16h, (horário Brasília) perto de várias residências e pouco tempo depois pegou fogo.

Uma das armas encontradas nos destroços (Fotos/DivulgaçãoPM/SC)

A Polícia Militar informou que foram encontradas duas armas na aeronave. O helicóptero é da Avalon Táxi-aéreo, que presta serviço para o Beto Carrero World. Mas, a empresa relatou que nesta tarde não estava trabalhando para o parque, localizado em Penha.

O diretor da Avalon, Hugo Farias, afirmou disse que a aeronave foi sequestrada, mas não detalhou o caso. Segundo o diretor, o helicóptero saiu do aeroporto de Joinville e faria um sobrevoo pela cidade.

Entretanto, a Infraero afirma que a aeronave não partiu daquele aeroporto. Os mortos seriam o piloto, seu assistente e um passageiro. O sobrevivente é um presidiário que estaria em liberdade provisória. Ele teve ferimentos leves e contou à PM que pulou do helicóptero antes da queda.