Tentativa de fuga teve participação de agentes de segurança

Tentativa de fuga teve participação de agentes de segurança

COMPARTILHAR
Ação rápida da polícia evitou fuga.

Antônio Coca

A ministra da Justiça do Paraguai, Cecília Perez, disse que tentativa de fuga de pelo menos três internos da Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero na noite desta quinta-feira (5), teve a participação de dois guarda penitenciários contratados por uma empresa de segurança terceirizada.

“Tereza” a corda de pano para escalar muralha.

Eles foram identificados como Tomas Monges e Edgar Martinez e estariam a serviço de uma organização criminosa brasileira e já teriam sido flagrados em outra oportunidade em tentativa de fuga e demitidos, mas foram recontratados. Segundo a ministra, Tomas e Martinez foram presos e a recontratação deles será investigada, já que a dupla estaria praticamente servindo aos presos faccionados durante seus turnos de trabalho na penitenciária.

Para a fuga, os presos tinham cortado uma parte do alambrado da parte interna de uma das alas do presídio foi cortada e um buraco que possibilitaria a saída dos presos aberto. Para pular a muralha os internos iriam usar duas cordas feitas de panos, conhecidas nos presídios brasileiros como terezas. Duas delas de cerca de oito metros foram encontradas e apreendidas. Também foram encontrados um alicate, um telefone celular, um gancho de metal e duas mantas.

“Saída de emergência” já estava pronta no alambrado.