Território Livre tem um morto e vários presos em Dourados

Território Livre tem um morto e vários presos em Dourados

COMPARTILHAR
Casa usada por integrantes de facção

Antônio Coca

A Polícia Civil de Dourados com apoio da Polícia Militar, do Departamento de Operações de Fronteira e Delegacia Especializada em Crimes de Fronteira deflagrou nesta manhã a Operação Território Livre que teve como objetivo combater membros de uma facção criminosa que pretendem “dominar” a Favelinha, uma comunidade no bairro Estrela Verá na periferia de Dourados.

Barracos da comunidade são usados para reuniões de membros do Primeiro Comando da Capital e segundo informações policiais o objetivo deles era transformar o local em uma espécie de território livre dominado pela facção. Na semana passada dois homens foram mortos na Favelinha durante uma batida policial. Rodrigo Ferreira Dias de 19 anos e Arthur Rodrigues Neto de 18 anos morreram ao tentarem fugir do cerco policial. Eles eram investigados em assaltos e roubos ocorridos recentemente.

Hoje cedo o adolescente Nicolas Magalhães Dauzacker de 17 anos, o “Cromado” ou “Irmão PCC” morreu em confronto com policiais. Ela tinha várias passagens por delegacias de Dourados e era considerado de alta periculosidade. ‘Cromado” estaria juntamente com outros elementos tramando ataques a prédios públicos e pretendiam executar pelo menos um policial durante o final de semana.

Pelo menos outras dez pessoas foram presas durante a operação e estão sendo indiciadas na Polícia Civil. Segundo o delegado do Serviço de Investigações Gerais da Polícia Civil, Rodolfo Daltro, tanto Cromado como os demais presos recebiam ordens de dentro da Penitenciária Estadual de Dourados e da Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande para executar crimes. “Demos uma quebrada na organização com esta operação, mas é preciso se manter vigilante em relação à atuação destes grupos criminosos”, disse o policial.

Delegado Rodolfo Daltro, detalha a ação. (Fotos:Adilson Domingos)